26.5.08

Cineclube Natal - 124ª exibição: O Planeta dos Macacos

Épico da ficção científica é a atração desta semana do Cineclube Natal

Considerado uma das obras cinematográficas de maior sucesso do mundo, O Planeta dos Macacos fez história por constituir uma crítica social do contexto político e filosófico na década de 60, num tom satírico e pessimista sobre a sociedade humana, a religião e a ciência. O longa foi o primeiro grande filme do diretor japonês, naturalizado americano, Franklin J. Schaffner que posteriormente ganharia o Oscar com o clássico Patton e é a atração do Cine Assembléia, que acontece próxima quinta-feira (29/05) às 18 horas na Assembléia Legislativa.

Planet Of the Apes (Planeta dos Macacos) é considerado um épico da ficção científica e inspirou mais quatro continuações, uma série de TV, adaptações para os quadrinhos e desenhos animados, além de um remake, feito em 2001 e dirigido por Tim Burton. Mas nenhum fez tanto sucesso quanto o original lançado em 1968 e que carregou consigo o Oscar de especial de maquiagem e mais duas indicações para a estatueta.

O enredo baseia-se no livro do francês Pierre Boulle e conta a história de um astronauta americano George Taylor que pousa num planeta semelhante a Terra no ano 3978. Ao explorar o planeta, o astronauta descobre que os humanos são escravizados por espécies de macaco ultra inteligentes que dominam a ciência e a religião no planeta e acreditam ser a evolução da espécie humana. A chegada de Taylor movimenta a comunidade científica dos macacos: enquanto uns defendem a aproximação dos símios com os seres humanos, outros pregam a destruição deles. A narrativa é forte e envolvente e tem um desfecho espetacular.

A entrada no Cine Assembléia é gratuita e durante a sessão será distribuído pipoca para a platéia.

Cine Assembléia
Quinta-feira, 29 de maio
18h
Assembléia Legislativa
Praça Sete de setembro, S/N, Cidade Alta
Entrada gratuita
Classificação etária: 12 anos

[Ficha Técnica: O Planeta dos Macacos]
Título Original: The Planet of the Apes
Gênero: Ficção Científica
Tempo de Duração: 111 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1968
Site Oficial: www.foxhome.com/planetoftheapes
Estúdio: 20th Century Fox
Distribuição: 20th Century Fox Film Corporation
Direção: Franklin J. Schaffner
Roteiro: Michael Wilson e Rod Serling, baseado em livro de Pierre Boulle
Produção: Arthur P. Jacobs
Música: Jerry Goldsmith
Direção de Fotografia: Leon Shamroy
Direção de Arte: William J. Creber e Jack Martin Smith
Figurino: Morton Haack
Edição: Hugh S. Fowler

Curiosidades sobre o filme (fonte wikipedia)

* A série animada Os Simpsons tem muitas referências ao filme. O início do episódio "Simpson Tide" é um sonho de Homer, em que ele está num julgamento, usando a mesma vestimenta que o personagem de Charlton Heston, sendo diferente porque ele está num planeta de rosquinhas. No episódio "A Fish Called Selma", um musical baseado no filme original "O Planeta dos Macacos" de 1968, chamado "Stop the Planet of the Apes, I want to get off!"(Parem o planeta dos macacos, eu quero sair!), estrelando Troy McClure, foi apresentado. O musical tinha músicas como "Dr. Zaius" e "You'll never make a monkey out of me"(nunca farão de mim um macaco). Em outro episódio da série, "Rosebud", que também parodia Cidadão Kane, no final, que se passa no ano 1.000.000 d.C., há uma referência ao Planeta dos Macacos. São mostrados dois chimpanzés com roupas verdes, provavelmente os personagens Cornelius e Zira, e, ao fundo, pode-se ver humanos acorrentados sendo chicoteados por macacos.

* Muitos brinquedos baseados na série televisiva de 1974 foram produzidos, como armas de brinquedo e cenários.

* A banda Frankenstein Drag Queens From Planet 13 fez uma música chamada "Planet Of The Apes", que saiu no álbum Viva Las Violence.

* o grupo alternativo They Might Be Giants incluiu várias músicas escondidas com nomes dos títulos de cada um dos filmes da série original no álbum Severe Tire Damage.

* A banda Screeching Weasel lançou uma música chamada "Planet Of The Apes" no álbum How to Make Enemies and Irritate People.

* No filme Jay and Silent Bob Strike Back, o personagem Jay especula sobre Suzanne a orangotango ser a causa da ruína da humanidade. Ele se imaginou caindo na areia da praia ao ver a Estátua da Liberdade semi-enterrada como o personagem de Charlton Heston, na versão original.


Trailler do filme (em inglês)


Como chegar?
8805 - 4666 / 9406 – 8177 / / 9404 – 8765

20.5.08

Cineclube Natal - 123ª exibição: A Viagem de Chihiro

Venha viajar com Chihiro na inauguração do Cine Curumim


Próximo sábado, dia 24 de maio, às nove horas da manhã, o Cineclube Natal, em parceria com o SESC apresentará, na abertura do projeto "Cine Curumim", a premiada animação japonesa "A Viagem de Chihiro", do diretor Hayao Miyazaki. O Cine Curumim visará a formação de um público infantil com apresentações mensais de filmes que possam, de alguma forma, contribuir para a formação cultural de crianças e adolescentes.
E para inaugurar a sessão, nada melhor do que a indubitável qualidade da animação de Hayao Miyazaki. Animador de alto gabarito, autor de desenhos memoráveis como "Meu Vizinho Totoro" e "O Castelo Animado", Miyazaky é frequentemente citado como "o Walt Disney" japonês. "A Viagem de Chihiro" acabou por tornar-se seu longa animado mais conhecido, quebrando as barreiras culturais e sendo sucesso absoluto nos Estados Unidos, que acabou por popularizar o filme no resto do mundo.
E a história, apesar de conter elementos tipicamentes japoneses, consiste na imortal fábula da criança que se perde e luta para voltar ao lar, nos moldes de "João e Maria" e "Alice no País das Maravilhas". Tal qual a menina Alice, Chihiro deve enfrentar uma série de obstáculos antes de voltar à segurança de sua casa.
Perdidos em uma viagem de mudança, Chihiro e seus pais acabam descobrindo uma misteriosa passagem que os leva até um mundo mágico. É lá que a jovem Chihiro precisará enfrentar uma jornada heróica para salvar seus pais, que foram transformados em porcos pela malvada feiticeira Yubaba. O filme acabou sendo o vencedor do Oscar de Melhor Filme de Animação.
A exibição do filme se dará no auditório do próprio SESC da Avenida Rio Branco, às nove horas da manhã do próximo sábado, dia 24 de maio. A entrada é franca. Todos estão convidados para mais uma alternativa de entretenimento com qualidade na cidade.
Cine Curumim
Sábado, 24 de maio
9h30min
Cine SESC
Av. Rio Branco, 375, Cidade Alta
Informações: 3212-1655
Entrada gratuita
Classificação etária: livre
[FICHA TÉCNICA: A VIAGEM DE CHIHIRO]
Título Original:Sen to Chihiro No Kamikakushi
Gênero: Animação / Aventura
Tempo de Duração: 122 minutos
Ano de Lançamento (Japão): 2001
Estúdio: Dentsu Inc. / Mitsubishi Commercial Affairs / NTV / Studio Ghibli / Tokuma Shoten / Touhoku Shinsha / Walt Disney Pictures
Distribuição: Europa Filmes / Buena Vista International
Direção: Hayao Miyazaki
Roteiro: Hayao Miyazaki
Produção: Toshio Suzuki
Direção de Arte: Youji Takeshige
Premiações:
- Ganhou o Oscar de Melhor Filme de Animação.
- Recebeu uma indicação ao BAFTA, na categora de Melhor Filme Estrangeiro.
- Recebeu uma indicação ao Cesar, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.
- Ganhou o Urso de Ouro no Festival de Berlim, a primeira animação a vencer o prêmio.


16.5.08

15.5.08

O Cineclube aniversaria, mas o presente é do público!

A programação desse final de semana, dias 17 e 18 de maio, sábado e domingo, respectivamente, guarda muitas surpresas para o público natalense, como parte da comemoração dos três anos de existência do Cineclube Natal.

No sábado, a partir das 17:30 horas, no Teatro de Cultura Popular, o Cineclube Natal promove a 2ª Mostra de Curtas Potiguares. O detalhamento das inscrições pode ser conferido em postagens anteriores. Se você quiser ter seu curta exibido, corra que ainda dá tempo!

No dia 18, teremos a usual sessão dominical no Teatro de Cultura Popular, às 17:00 horas. E o filme escolhido será... SURPRESA! Entretanto, como parte da brincadeira, na contagem regressiva até domingo daremos pistas sobre o título a ser exibido. A primeira dica é: trata-se de um famoso filme russo (recente).

Esperamos que o público natalense possa juntar-se a nós nesta comemoração, pois, afinal, o presente é para vocês. Lembrando que as referidas atividades se darão no Teatro de Cultura Popular, e serão gratuitas, inclusive com uma pequena comemoração no domingo, após a exibição do filme Arc... Ops, quase revelamos o filme.

Até mais ver.

A Diretoria do Cineclube Natal.

7.5.08

O Cineclube Natal apaga as velinhas


Um bolo de aniversário chamado cinema



AVISO
Por falta de público, o curso "Análise do filme 'No Tempo da Diligências' Quadro a Quadro" teve seu local e horário alterados para o turno da noite (das 18:30 às 21:30) no SESC da Av. Rio Branco, nos dias 13, 14 e 15 de Maio.

Em decorrência da alteração do horário e local do curso, os três filmes da Mostra O Cinema Aprende a Falar, marcados para os dias 13, 14 e 15, estão suspensos.


O Cineclube Natal apaga as velinhas do seu terceiro aniversário e para fermentar o delicioso bolo de festa fizemos uma programação especial para você. O recheio ficará por conta de dois cursos ministrados pelo professor da FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), o paulistano Máximo Barro, que terão como tema "O Cinema aprende a falar", que acontecerá no SESC da Avenida Rio Branco e "A análise do filme 'No tempo das diligências', quadro a quadro", na UNP da Nascimento de Castro. Depois, a farinha será a II Mostra de Curtas Potiguares no sábado e a deliciosa cobertura ficará para o Domingo, numa programação surpresa, especial para aqueles que mais valorizamos: o nosso público. Compareça e participe!


O curso "
O Cinema aprende a falar", acontecerá de segunda à sexta da próxima semana, das 14h30min às 17h30min, no SESC, nele o professor Máximo destrinchará várias características do cinema ao longo dos anos, desde o mudo, para isso irá mostrar filmes da década de 20 e 30 do século passado, filmes raríssimos, que os alunos terão a oportunidade de assistir. O curso é gratuito, no entanto há a taxa de inscrição de R$ 20,00 que serão devidamente devolvidos aos participantes que obtiverem 80% ou mais de freqüências às aulas. A noite terá continuidade com exibições de filmes épicos no Cine SESC, das 18h30 às 21h00, seguidas de debates. Em ordem, os filmes, aberto a todo o público, serão: “Triunfo da Vontade", "Vampyr", "Á Nous la Liberté", "L´Atalante" e "Ganga Bruta”. Ainda na sexta, haverá uma sketch teatral sobre o tema estudado com o Grupo Brincarte de Teatro antes da exibição.


"
A análise do filme 'No tempo das diligências", será outra atividade que acontecerá de terça à quinta, de 8h30min as 12h30min e terá o custo de R$ 50,00. Administrado em algumas faculdades de cinema norte–americanas, esse curso consta da análise pormenorizada de um longa metragem, o estilo do diretor, a fotografia, a cenografia, a interpretação e a montagem. Nesse caso o filme estudado será "No tempo das diligências", de John Ford, de 1939.
A
II Mostra Cineclubista de Curtas Potiguares será realizada no sábado, dia 17, no Teatro de Cultura Popular (TCP), a partir das 17h30min. Este é a oportunidade perfeita para você exibir o seu vídeo no escurinho do cinema, algumas das produções exibidas no ano passado serão apresentadas em uma mostra no Rio de Janeiro, ainda esse ano. Assim, o seu filme sai do armário para ser exibido nacionalmente.


No domingo a surpresa fica por conta do Cineclube, a programação começará às 17h00min e está sendo organizada especialmente para você, um autêntico cinéfilo. Por fim, haverá um lanche para todos os presentes.

As inscrições tanto dos cursos como da mostra serão feitas no Chiquita Bacana Açaí (Posto Planalto de Candelária, ao lado do Rapa Nui), a partir da quinta feira, de 8 a 10 de maio, das 14h00min às 20h00min, com Ângela Marques. Ou, na segunda, dia 12, logo antes de começar o curso. No caso da Mostra, as inscrições se prolongam até a sexta, dia 16, no local dos cursos. Informações adicionais, você pode acessar o blog www.cineclubenatal.blogspot.com, a comunidade Cineclube Natal no Orkut, enviar um recado para o e-mail cineclubenatal@cineclubes.org.br ou telefonar para os números 9144-7162, 8805-4666 ou 9406-8177.

6.5.08

Cineclube Natal - 2ª Mostra Cineclubistas de Curtas Potiguares

2ª Mostra Cineclubistas de Curtas Potiguares

Já pensou em exibir o seu vídeo documentário ou a sua ficção no escurinho do cinema e provar para todo mundo que você é um grande cineasta? É a sua chance! O Cineclube Natal realiza nos dias 17 e 18 de maio a 2ª Mostra Cineclubistas de Curtas Potiguares. Não perca essa oportunidade. As inscrições já estão abertas com os membros da diretoria do Cineclube Natal, a qualquer um que sonhe com o tapete vermelho.

Para contatar os membros do Cineclube Natal, você pode acessar a comunidade Cineclube Natal no Orkut, enviar um recado para o e-mail
cineclubenatal@grupos.com.br ou telefonar para os números 8805-4666 ou 9128-0146.
8805 - 4666 / 9406 – 8177 / / 9404 – 8765

Cineclube Natal - 122ª exibição: A Última Loucura de Mel Brooks


Uma noite de paródia


Parodiar situações e casos da vida parece ser cada vez mais freqüente, na TV especialmente, existem programas que conseguem extrair graça de assuntos inusitados, o cinema não foge disso e cada vez mais esse estilo vem ganhando destaque. Mas enganados os que pensam que os filmes estilo paródia são novidades, e o Cineclube Natal vai provar isso com a exibição do longa “A última loucura de Mel Brooks”, um filme de 1976 que brinca com o estilo cinema mudo.

O diretor Melvin Kaminsky, mais conhecido pelo nome artístico Mel Brooks é um ator e cineasta norte-americano, que ganhou o Oscar em 1968 pelo filme “Primavera para Hitler”. Mas foi com seus filmes estilo paródias de gêneros cinematográficos que ele tornou-se mais conhecido, como os filmes do agente secreto (“Agente 86”), os western, (“Banzé no Oeste”), ou ainda o terror (“ O Jovem Frankstein e Drácula – morto mas feliz”), a aventura (“A louca louca história de Robin Hood), o suspense (“Alta Ansiedade”), filmes bíblicos (“História do Mundo – parte 1”) e ficção científica (“S. O. S – Tem um louco solto no espaço”).

Em “A última loucura de Mel Brooks” um cineasta decadente e seus amigos vão a procura do presidente de um estúdio de cinema que possa financiar seu filme, para eles é uma superprodução, uma idéia brilhante, um filme mudo, que pode salvar o estúdio de ser engolido por algum conglomerado. Para os donos esta é uma idéia absurda e eles tentam de todas as maneiras fazê-los desistir dela. O filme destaca de modo engraçado a metalinguagem do cinema, o mudo e as mímicas.

“A última loucura de Mel Brooks”, será exibido pelo Cineclube Natal em sessão no Nalva Melo Café Salão, dia 9 de maio, às 20 horas. A entrada custa R$ 2,00, filiados a Adurn não pagam. Uma ótima diversão para aqueles que desejam apreciar uma verdadeira paródia, que não se vê em qualquer lugar, ou melhor, em qualquer cinema.



Cine Café
Sexta-feira, 9 de maio
20h
Nalva Melo Café Salão
Rua Duque de Caxias, 110, Ribeira
Informações: 3212-1655
Entrada: R$ 2,00
Classificação etária: 12 anos




[FICHA TÉCNICA: A ÚLTIMA LOUCURA DE MEL BROOKS]

Elenco: Mel Brooks - Mel Funn, Marty Feldman - Marty Eggs; Dom DeLuise - Dom Bell; Sid Caesar - Chefe de estúdio; Harold Gould – Engulf; Ron Carey – Devour; Bernadette Peters - Vilma Kaplan; Burt Reynolds - Burt Reynolds; James Caan - James Caan; Liza Minnelli - Liza Minnelli; Anne Bancroft - Anne Bancroft; Marcel Marceau - Marcel Marceau; Paul Newman - Paul Newman.
Direção: Mel Brooks
Roteiro: Ron Clark (história e roteiro), Mel Brooks (roteiro), Rudy De Luca (roteiro), Barry Levinson (roteiro)
Gênero: Comédia
Origem: Estados Unidos
Duração: 87 minutos
Tipo: Longa