18.3.10

Cineclube Natal - 186ª sessão: Monstros



"Monstros" invadem o TCP

Neste domingo, dia 21 de março, o Cineclube Natal em parceria com o Teatro de Cultura Popular Chico Daniel apresentará, em sua primeira sessão Cine Vanguarda do anos, o clássico americano Monstros, de Tod Browning, dando continuidade ao mês temáticos dedicado aos monstros em suas diversas manifestações. A sessão tem início às usuais 17:00 horas e a taxa de manutenção custa R$ 2,00 (dois reais). A classificação indicativa é 14 anos.


Às vezes é preciso que uma carreira seja destruída para que um obra-prima possa ser criada. Na de Tod Browning, um proeminente cineasta que havia tido sua carga de dificuldades durante a transição do cinema mudo para o falado, o sucesso e o prestígio pareciam encaminhados após o resultado excepcional da sua adaptação da peça teatral de "Drácula", realizada somente um ano antes de Monstros. Tendo sido ele próprio um integrante de circo itinerante em sua juventude, é possível compreender o entusiasmo de Browning em relação a um roteiro que chegou a causar desconforto entre os funcionários do próprio estúdio onde estava sendo filmado. Colocar num mesmo filme um monte de gente deformada de verdade suscita reações como essa ainda hoje, que dirá na conservadora década de 30.

O filme começa com um apresentador de circo prevenindo o público: "vocês verão monstros de verdade que vivem e respiram como gente" mas, na verdade, o enredo cuida basicamente de algo bem mais comum, o amor do anão Hans pela bela trapezista Cleópatra. Ao saber da fortuna que Hans herdou, ela e o amante, Hércules, arquitetam um plano para se apossarem da herança. Fingindo corresponder ao seu amor, a trapezista casa-se com Hans e tenta envenena-lo, mas seu plano criminoso é descoberto pelos "monstros", cuja vingança será implacável.

Monstros é um dos filmes mais malditos e polêmicos de toda a história do cinema. Abrange todo o espectro do horror, de filme de arte a documentário. Incompreendido no seu lançamento, mutilado, censurado, proibido para alguns países, comprometeu gravemente a carreira de Tod Browning, que somente conseguiu realizar o filme devido ao apoio dado pelo produtor Irving Thalberg. Foi desta forma, que a MGM aceitou lançar nas telas os verdadeiros fenômenos circenses, aberrações que não eram apenas ornamentos, mas sim, o tema principal da obra. Um mergulho "no âmago do eu doentio", que nos ensina que a mais terrível monstruosidade que poderíamos conhecer, está dentro de cada um. Monstros acabou se tornando mítico e especial, um dos filmes mais comoventes do cinema de horror de todos os tempos.


Assista aqui às cenas iniciais de Monstros:


Sessão Cine Vanguarda
Domingo, 21 de março
17 horas
TCP - Teatro de Cultura Popular "Chico Daniel"
Rua Jundiaí, 641, Tirol
Fone: 3232-5307
R$ 2,00
Classificação indicativa: 14 anos


Exibir mapa ampliado


[FICHA TÉCNICA: "MONSTROS"]

Título original: Freaks
País: Estados Unidos
Ano: 1932
Duração: 64 minutos
Cor: preto e branco
Idioma: inglês, alemão, francês
Gênero: drama, horror
Estúdio: Metro-Doldwyn-Mayer (MGM)
Roteiro: Clarence Aaron "Tod" Robbins, Al Boasberg, Willis Goldbeck, Leon Gordon, Charles MacArthur, Edgar Allan Woolf
Direção: Tod Browning
Produção: Tod Browning, Dwain Esper, Harry Rapf, Hildegard Stadie, Irving Thalberg
Fotografia: Merritt B. Gerstad
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Merril Pye
Edição: Basil Wrangell
Elenco: Wallace Ford, Leila Hyams, Olga Baclanova, Rosco Ates, Henry Victor, Harry Earles, Daisy Earles, Rose Dione, Daisy Hilton, Violet Hilton, Schlitze, Josephine Joseph, Johnny Eck, Frances O'Connor, Peter Robinson

Principais premiações: entrou para a lista dos filmes preservados pela National Film Preservation Board, no ano de 1994.



cineclubenatal@cineclubes.org
cineclubenatal@grupos.com.br (fórum)
www.cineclubenatal.blogspot.com
www.twitter.com/cineclubenatal
www.fotolog.com/cineclubenatal
Comunidade Cineclube Natal no Orkut
8805 - 4666 / 9406 – 8177 / 9995 – 4761
Av. Hermes da Fonseca, 407, Mercado de Petrópolis, box 51, Tirol, 59020-000 - Natal/RN


2 comentários:

ce disse...

O Celular Espião é um celular tão incrível e polêmico que foi proibido em alguns países da Europa e é novidade no Brasil.

O Celular Espião é um telefone celular comum, especialmente modificado para poder ser monitorado à distância, permitindo assim escutar as conversas telefônicas e ambientais de quem o utiliza.
http://www.celularespiaobrasil.com

Poro disse...

Caros amigos,
É com muita alegria que escrevemos para compartilhar a notícia: o documentário sobre o Poro ficou pronto e está disponível para ser assistido on-line:
www.poro.redezero.org/video/documentario/

O documentário aborda as principais intervenções urbanas realizadas entre 2002 e 2009 pelo Poro. Além das imagens e registros, boa conversa sobre arte no espaço público e questões tangentes. Produzido durante o ano de 2009 pela AIC (Associação Imagem Comunitária) em parceria com a gente e foi finalizado agora.

Se você curtir o filme, pedimos a gentileza de ajudar na divulgação, indicando o link acima para outras pessoas, listas e redes que possam se interessar.

Fique a vontade de baixar o filme, exibi-lo onde quiser e/ou republicá-lo em sites ou blogs. Na página dodocumentário, vc encontra o link para download do vídeo e o link para republicar.