27.2.08

Cineclube Natal - 113ª exibição: Árido Movie

Um retrato do árido sertão nordestino

O Cineclube Natal dá início neste domingo, 02 de Março, às sessões do Cineclube Natal que agora se chamará Cine Vanguarda. As sessões de Cine Vanguarda vão abarcar além dos filmes clássicos que estiveram a frente da sua época, os atuais que acreditamos ser importantes para a contemporaneidade e que serão lembrados no futuro. Os filmes exibidos na primeira sessão Cine vanguarda serão Árido Movie de Lírio Ferreira e Sanduíche de Jorge Furtado. A sessão inicia às 17 horas e o ingresso custa R$ 2,00, mas sócios do Cineclube Natal e filiados à ADURN não pagam.

O Cineclube gostaria de agradecer o apoio dado pelo Teatro de Cultura Popular "Chico Daniel" à Segunda Semana do Filme Cult, principalmente à Sônia Santos, diretora do TCP e aos funcionários que se mostraram disponíveis quando solicitados, inclusive em uma greve Relâmpago que ocorreu. O Cineclube gostaria de reiterar que o evento só possível por causa dessas pessoas.

Árido Movie é um filme que fala sobre a realidade existente no interior do Nordeste. O filme conta a história do jornalista Jonas que volta a sua cidade natal, no interior de Pernambuco, para o enterro de seu pai e lá encontra muita estrada e aridez, como mesmo dia o nome do filme. Em meio a esse enredo, Jonas se depara com uma família até então desconhecida que exige vingança do assassino do pai, e com figuras bem características dessa região, como Soledad, uma mulher que está fazendo um documentário sobre água.

Entre encontro e desencontros, ele começa a vivenciar uma realidade conhecida antes só na teoria, e a viagem começa a se tornar uma jornada existencial onde a seca, a fome, a miséria espírito batalhador do sertanejo são aspectos explorados. Assim sendo, o filme mostra, a partir de Jonas um sertanejo urbanizado dentro do sertão, a desigual realidade brasileira, onde há um abismo social entre as regiões sudeste e nordeste. Mesmo tratando com questões brasileiras tão graves, Lírio Ferreira procura levar à tela situações para se absorver com um sorriso no rosto.

Árido Movie levou dez anos para chegar à tela por causa das dificuldades da produção cinematográfica no Brasil, além do que só podiam filmar na estação seca. O filme conta com um elenco espetacular como Selton Melo, Guilherme Weber, Giulia Gam, Matheus Nachtergale, além de uma trilha direcionada para o sertão, feita por Oto. Árido Movie ganhou no festival de Pernambuco seis prêmios, na categoria de Melhor Filme, Diretor, Ator Coadjuvane, Fotografia, edição e Prêmio da Crítica, além de ter ganhado no Festival de Cinema Brasileiro de Miami o Prêmio de Melhor Diretor. Lírio Ferreira dirigiu também o prestigiado filme, Baile Perfumado.

Sessão Cine Vanguarda
Domingo, 02 de Março
17 h
Teatro de Cultura Popular
Rua Jundiaí, 641, Tirol(ao lado da fundação José Augusto)
R$ 2.00
Classificação etária: 12 anos

[FICHA TÉCNICA: O SANDUÍCHE]
Gênero Ficção
Diretor Jorge Furtado
Elenco Janaína Kramer, Felippe Monnaco, Nelson Diniz, Milene Zardo
Ano 2000
Duração 12 min
Cor Colorido
Bitola 35mm
País Brasil (RS)

[FICHA TÉCNICA: ÁRIDO MOVIE]
Título Original: Árido MovieGênero: DramaAno: 2006
País: Brasil
Tempo de Duração: 115 minutos
Site Oficial: www.aridomovie.com.br
Estúdio: Cinema Brasil Digital
Distribuição: Europa Filmes / M.A. Marcondes
Direção: Lírio Ferreira
Roteiro: Lírio Ferreira, Hilton Lacerda, Sérgio Oliveira e Eduardo Nunes
Produção: Murilo Salles e Lírio Ferreira
Fotografia: Murilo Salles
Direção de Arte: Renata Pinheiro
Figurino: Juliana Pryston
Edição: Vânia Debs
Elenco: Guilherme Weber (Jonas) Giulia Gam (Soledad)Gustavo Falcão (Falcão)Selton Mello (Bob)

cineclubenatal@grupos.com.br
cineclubenatal@cineclubes.org
http://www.cineclubenatal.blogspot.com
www.fotolog.com/cineclubenatal
Comunidade Cineclube Natal no Orkut
9406 – 8177 / 8805 - 4666 / 9404 – 8765

2 comentários:

César Cyco disse...

olha olha q tah ficando fraquinho o q antes foi uma grande referência!!
de forma mto esporádica, a tendência é adormecer. faltam filmes? não hesitem em baixar na net! falta quem baixe na net? tenhamos uma conversa!
o que não pode é morgar esse projeto tão significativo pra nossa cidade já tão escassa de opções.
e não subestimem os frequentador4es, garanto que eles têm um acervo grande em casa e só comparecem às exibições pra ver na tela grande e encontrar os passionais do cinema como eles.

um abraço!

César

César Cyco disse...

ou seria o site desatualizado? no lo sé.